A lavagem das mãos é, sem dúvida, a ação mais simples, eficaz e de maior importância na prevenção e controle da disseminação de infecções, especialmente nesse tempo de Covid-19, devendo ser praticada por toda a população, sem restrições.

Entretanto, há alguns detalhes que acabam passando despercebidos por ser um procedimento muito simples, mas que podem anular todo cuidado adotado.

Quando lavar as mãos:
ü  Antes de escovar os dentes;
ü  Antes e após o preparo de alimentos;
ü  Antes de comer e beber;
ü  Antes e após manipular qualquer machucado;
ü  Antes e depois de entrar em contato com pessoas doentes (e sadias também pois há pessoas sem sintomas que podem estar transmitindo o Coronavírus);
ü  Sempre antes e depois de usar o banheiro;
ü  Após tocar maçanetas, botões de elevadores e interruptores de lugares fora de sua casa;
ü  Antes de tocar o rosto, principalmente coçar ou assoar nariz, e pentear os cabelos;
ü  Após cobrir a boca para espirrar;
ü  Após manusear dinheiro;
ü  Sempre ao chegar em casa.

Sobre o Sabão:
ü  É importante que seja utilizado a quantidade suficiente para espalhar por toda a superfície das mãos incluindo o punho.
ü  Há sabões que não produzem espuma ou produzem pouca espuma, não tornando visível o alcance do produto por toda a pele. Por isso, tente perceber pelo tato que o produto esteja por toda a pele a ser higienizada. Na dúvida, não economize.
ü  Não retire o sabão das mãos até terminar de esfregar todas as partes da mãos e punho.

Técnica de lavagem das mãos:

1.  Retirar aliança, relógio e outros objetos.
2.  Abrir a torneira e molhar as mãos sem encostar na pia.
3.  Colocar nas mãos aproximadamente 3 a 5 ml de sabão.
4.  Ensaboar as mãos esfregando-as por aproximadamente 20 segundos.
5.  Friccionar a palma, o dorso das mãos com movimentos circulares, espaços interdigitais (entre os dedos), articulações, polegar, punho e extremidades dos dedos (os antebraços podem ser lavados também por 20 segundos).
6.  Ensaboar o registro da torneira;
7.  Enxaguar a torneira, as mãos e antebraços em água corrente abundante, retirando totalmente o resíduo do sabão.
8.  Enxugar as mãos com papel toalha ou toalhinha de uso pessoal.
9.  Fechar a torneira lavada anteriormente. Se esquecer de lavar o registro da torneira, poderá ser utilizado o papel toalha para fechá-la.

Outras informações:

ü  O uso de luvas não exclui a lavagem das mãos. E sempre depois de retirá-las, deve-se lavar as mãos.
ü  Caso não exista lavatório onde você esteja, é recomendado o uso de álcool.
ü  O álcool (que poderá ser utilizado na impossibilidade da lavagem de mãos) deverá ser espalhado e esfregado por toda superfície das mãos até a sua completa secagem.
ü  Tem-se comprovado que a contagem de microrganismos sob as unhas e quando se está usando anéis, relógios e pulseiras é mais alta. Sendo assim, mantenha as unhas tão curtas quanto possível, e remova todos os objetos antes da lavagem das mãos.
ü  Não deixe de lavar as mãos por estar com algum machucado. É importante proteger a lesão com curativo adequado, mas este deve ser sempre trocado se estiver molhado.


Se tiver alguma dúvida, "LAVE SUAS MÃOS!"


Aline Pagani
Enfermeira Especialista em Saúde Pública e Gestão em Saúde
Responsável pelo Departamento de Saúde Clube Cruzeiro do Sul