O museu do Clube de Desbravadores Cruzeiro do Sul, não tem a pretensão de contar a história do ministério como um todo, mas sim, contar a sua própria história. A busca dos curadores do museu por peças que contam essa belíssima trajetória que se aproxima do jubileu de ouro (50 anos ininterruptos), não tem sido fácil, mas cada item conquistado representa uma grande vitória para a preservação da memória.

Nos últimos dois anos e meio, os curadores iniciaram a busca pelo troféu do II CAMPORI SUL-AMERICANO DSA 1994, "NA TRILHA DOS PIONEIROS", PONTA GROSSA-PR. De alguma forma esse importante item não constava em nosso museu, mesmo com a participação efetiva do clube no evento. Talvez tenha se perdido em algumas mudanças de sede, ou até mesmo nunca tenha estado em nossas mãos, mas o motivo para não estar lá não importava mais aos curadores. A missão de completar aquela lacuna era o que mais importava.

O troféu parecia um alvo distante, até que o Colecionador Adriano (Ruivo) resolveu participar desse grande desafio. Paulista, Adriano estava mais próximo do eixo onde teríamos mais chances de encontrar alguma pista sobre algum troféu disponível. Adriano iniciou uma verdadeira saga, perguntando, ligando e enviando mensagens para todos que pudessem colocar a busca em um caminho concreto.

Os meses foram passando quando uma importante informação foi obtida. Adriano recebia a dica de que um antigo Regional chamado Toninho poderia ter alguma informação sobre a peça procurada. Não demora e tal dica é confirmada, levando nosso amigo à IASD Água Branca-SP (igreja onde o Regional Toninho frequenta). Ao conversar com o antigo Regional, este, alega ter sido o responsável pela confecção do troféu, complementando que possivelmente teria uma última peça guardada em sua casa. A tal peça era a "prova", o troféu base, aquele que serviu de molde para a fabricação de todos os outros que foram entregues aos clubes da Divisão durante o evento.

Nossa busca chegou ao fim, pois foram mais de dois anos de trabalho e pesquisas para chegar ao autor e detentor do último troféu, mas não sabíamos que o último seria o mais importantes deles. O Regional Toninho tomado pela bondade, prontamente ofereceu o troféu ao nosso clube para preencher essa importante parte de nossa história.  

Recebemos a peça no último domingo (16/8), durante a feira de colecionadores da APlaC. O troféu foi trazido pelo amigo e irmão Adriano (Ruivo) e entregue ao clube. Receberam o troféu os pastores Jim Soares Galvão e Leonardo Gubert, além do nosso Diretor e curador do museu Bruno Diniz.

Agora podemos nos orgulhar, nossa galeria de Camporis da DSA está completa!

OUTROS FRUTOS - O encontro de colecionadores rendeu muitos outros frutos para o nosso museu. Conseguimos peças raríssimas e importantíssimas para seguirmos com o objetivo de contar a história do nosso clube dentro da Divisão, União e Associação.